sobrepeso e emagrecerSó quem está acima do seu peso “ideal” sabe o quanto é difícil emagrecer aqueles quilinhos que muitas das vezes são mais do que indesejados. Quando uma pessoa está nesse processo, na fase do emagrecimento, tenta-se de tudo para que o sobrepeso desapareça de vez.

Dietas para emagrecer são planejadas e executadas à risca por uma semana para que 7 quilos sejam perdidos em um curto espaço de tempo. Exercícios também costumam se tornar frequente durante esse período, porém eles cessam pouco tempo depois de o objetivo ser cumprido.

O efeito sanfona aparece logo depois de todos os bons hábitos serem abandonados, assim como outros problemas que podem ser consequências de exageros vindos de uma dieta restritiva ou uso de remédios que oferecem riscos à saúde de seus consumidores.

O peso ideal é atingido, mas o real desafio está na manutenção de uma vida saudável. Perder peso é um ótimo objetivo, mas se ele for o único pensamento que está em sua mente, provavelmente os quilos eliminados voltarão pouco tempo depois. Quando isso acontece, todas as dificuldades que foram superadas acabam tendo de ser enfrentadas novamente, isso sem qualquer necessidade.

Muitos acreditam que existe um mistério no emagrecer, porém trata-se apenas de cuidados que envolvem saúde e bem estar. Não é apenas o fator estético que domina a vontade de emagrecer, ao menos não deve ser. A preocupação deve estar focada em todo o conjunto, que vai desde ter um corpo atlético e vistoso até uma boa relação com a saúde mental.

Este artigo está aqui não somente para responder a questões sobre “Como fazer para emagrecer” ou “Como emagrecer 5 quilos em uma semana”. Você poderá ver aqui muito mais do que dietas e receitas, mas poderá aprender quais caminhos seguir para aderir a hábitos alimentares saudáveis e proporcionar um emagrecimento com resultados duradouros. Não simplesmente aprender a emagrecer rápido.

O básico para saber como emagrecer rápido e com saúde

como-emagrecer-rapido

Está óbvio para todo mundo que não existe uma cartilha básica sobre como emagrecer, algo que realmente seja uma conta simples de somar e subtrair. É claro que o processo da perda de calorias e queima de gordura é algo complexo, mas que pode ser seguido por todas as pessoas.

Apesar de não ser uma equação tão simples, existem conceitos básicos que ajudam no emagrecimento rápido. Esses ideais devem ser praticados dia após dia, mesmo depois que o resultado desejado já tenha sido alcançado.

O conceito é basicamente uma tríade, que envolve tanto a alimentação saudável, exercícios físicos regulares e a manutenção da saúde psicológica. Em conjunto, esse “triangulo mágico” pode garantir uma vida duradoura e agradável para você.

Tomar conta desses três quesitos é essencial para descobrir o segredo para queimar gordura, isso porque são diferentes os fatores que fazem com que a eliminação do peso em excesso, mas todos sempre são dirigidos ao que o organismo recebe como fonte de energia (alimentação), como gasta essa energia (exercícios) e como a pessoa se comporta com esses dois outros fatores (psicológico).

O que quero da minha vida?

Uma pergunta que precisa ser feita antes de iniciar qualquer dieta é: o que quero da minha vida? Essa questão deve ser levantada para quase todas as decisões que precisam ser tomadas ao longo de sua existência. Essa filosofia toda serve para que seu objetivo seja bem traçado, sempre buscando ter como foco um ideal no qual traga um efeito positivo e deixe os negativos de lado.

Começar a comer frutas descontroladamente somente porque quer se sentir mais bonita não é o melhor jeito de buscar um emagrecimento saudável. Quando é pensado apenas na estética, o emagrecimento tende a ser mais perigoso, pois a pessoa acaba arriscando de tudo um pouco para se sentir melhor.

O equilíbrio e a chave para o sucesso, tanto na alimentação quanto nos exercícios. É preciso entender que nada em excesso é saudável, nem mesmo a água que é tão essencial para a vida do ser humano. Tudo deve ser dosado na medida certa, do contrário os efeitos colaterais virão com toda a força e causaram prejuízos graves.

Procure por esse entendimento: o que você quer da sua vida? Somente respondendo essa pergunta é que você terá uma missão mais clara, tornando assim os caminhos para atingir os objetivos muito mais simples. Essa complexidade pode ser diluída e transformada em gás para conseguir um corpo mais esbelto e saudável.

Os riscos à saúde

Um aviso deve ser feito antes de iniciar qualquer dica sobre o assunto de dietas e perda de peso. Já foi dito acima que a estética não deve ser o grande foco do emagrecimento, mas sim a saúde de nosso corpo.

Por mais que muitas pessoas que estão acima do peso possam dizer que não possuem qualquer doença relacionada a isso, é contestado cientificamente que o excesso de gordura aumenta as chances do surgimento de diversos problemas ao longo da vida.

A estrutura do seu corpo não foi feita para suportar dezenas de kilos de forma desproporcional. Haverá uma hora em que seus joelhos não suportaram mais os excessos, os pés viverão inchados e as dores serão constantes. A vida irá cobrar pelos exageros cometidos, seja em um período curto de tempo ou longo o suficiente para nem ser notado.

A sua saúde deve ser a prioridade e mesmo que a música diga “Tem gente que não bebê e está morrendo” esteja razoavelmente certa, é bom evitar estar sempre se entupindo de alimentos que possam ser prejudiciais à saúde. O melhor caminho para ser seguido é justamente o do equilíbrio.

A primeira coisa a se fazer para emagrecer: cuidar da alimentação


Para acabar com flacidez e os inchaços, a primeira coisa que deve se fazer é cuidar da alimentação. O lema “O que você come é o que você é” funciona muito bem aqui, pois quem tende a comer comidas com mais colorias acaba sofrendo maior o acúmulo de energia (gorduras) em seu corpo. Isso tornará as camadas enérgicas em um peso extra descomunal, aumentado enquanto o equilíbrio não for atingido.

Rever o que você come diariamente é necessário para que seja possível reduzir a ingestão de alimentos como: frituras, gordura saturada e industrializados. Quando maior for a naturalidade da sua alimentação, melhores serão os resultados para a perda de peso.

A avaliação é o primeiro passo para definir a alimentação. É preciso ver onde está o erro para reformular o cardápio pessoal. Essa observação pode ser feita sem o auxílio de um profissional, pois trata-se de um olhar sincero para que você pode estar ingerindo no seu dia a dia.

O segundo passo a ser dado nesse campo é o da montagem de um novo cardápio, este que deve prezar pelo consumo de alimentos de forma consciente. Nesse período é preciso reconhecer que a ajuda de um profissional da área pode ajudar bastante, seja um médico ou nutricionista.

Escolher os alimentos ideias para o seu organismo pode fazer com que os resultados do emagrecimento sejam ainda melhores, pois cada corpo reage de uma forma diferente e cada alimento tende a causar um benefício variado de acordo com o seu volume de consumo.

É importante ressaltar que tudo isso se trate de uma alimentação balanceada, não de passar fome ou deixar de comer o que mais gosta, como um chocolate ou uma pizza. É nesse aprendizado e escolher de cardápio que deve haver a reeducação alimentar, onde aos poucos o saudável vai sendo inserido junto das guloseimas mais gostosas, estas que vão diminuindo o consumo até chegarem em níveis considerados estáveis.

Uma dieta nunca deve ser implementada da noite para o dia, pois o organismo tende a reagir drasticamente a isso, fazendo com que cada refeição se torne horrível e penosa. Quando você formula um novo cardápio, é preciso que a alimentação seja modificada aos poucos.

Quanto mais gorduras e sal o corpo consumidor durante um longo período, mais aversão ele terá a alimentos como saldas de verduras e frutas. A inserção desses alimentos saudáveis deve ser feita de forma dosada, assim como os alimentos mais agressivos ao organismo devem ser retirados aos poucos.

É como o tratamento de um vício, onde o corte imediato pode trazer diversas consequências como dores de cabeça, mal estar e no fim o pior efeito colateral de todos: a desistência de uma vida saudável.

Um cardápio deve ser elaborado com pratos variados a cada dia, pois nessa modificação de alimentação o encanto está em experimentar coisas novas a cada refeição. Sobremesas também podem ser elaboradas, como frutas com iogurte e linhaça. Existem diversas receitas com farinha de alimentos que podem agradar bastante, estas que tendem a preencher o vazio da fome e ainda nutrem e melhoram o funcionamento do organismo.

Quando alguém entra de dieta, é possível imaginar que o almoço será apenas um prato de alface com cenoura, porém a alimentação pode ser muito mais rica e variada, contendo não só saladas, mas também carnes diversas.

O ganho é nutricional, não de peso. Você não pode só se prender ao consumo de vegetais e de legumes, pois isso não seria saudável. Apesar dos problemas com sódio, ele ainda é essencial para o organismo, assim como as vitaminas e qualquer outra forma de mineral encontrado nos alimentos.

Os cuidados devem ser com o excesso, tudo deve ser consumido com moderação. É preciso estar atento ao consumo de alimentos como manteiga, bolos, leites, queijos, ovos, bife, pão, trigo e que em geral sejam gordurosos ou fazem com que o corpo esteja engordando permanentemente.

Uma pessoa que tenha como profissão a de estudar sobre os alimentos, seus riscos e benefícios, como é a dos nutricionistas, pode ajudar a selecionar o que há de melhor. É óbvio que como toda ciência os alimentos venham a ter suas propriedades mudadas ao longo do tempo de acordo com as novas descobertas, como foi com o ovo, porém não é preciso evita-los completamente, apenas remanejar o seu consumo semanal.

É através da alimentação que se descobre o que cada alimento pode fazer pelo seu corpo, como é o caso dos termogênicos que são capazes de aumentar a temperatura e fazer com que ação de perder barriga seja ainda mais fácil, se acompanhada de exercícios físicos adequados.

Os exercícios para emagrecer devem ser constantes

É possível ver que muita gente quer emagrecer, mas ao mesmo tempo leva uma vida sedentária e nenhum pouco agitada no que diz respeito das práticas esportivas. Sentados em cadeiras de escritórios por horas a fio, essas pessoas dizem que não possuem qualquer tempo para as atividades fora do trabalho e isso faz com que todo o processo de queima de calorias seja jogado por água abaixo.

Por mais que uma alimentação balanceada possa fazer certos “milagres” pela pessoa, sem um gasto de energia adequado é impossível perder peso de forma saudável. O que muitas pessoas acabam fazendo é aderindo qualquer dieta maluca que apareça pela frente, tornando alto os ricos de ficar doente ou ter problemas graves a curto prazo, como desmaios e até anemia.

É sim necessária a pratica de exercícios físicos, pois além de eles fazerem com que a perda seja de certa forma mais localizada, eles também ajudam a definir os músculos da pessoa que o pratica. A flacidez após a perda de peso é extremamente comum e um dos combatentes e a feitura de atividades esportivas.

A periodicidade dos exercícios físicos pode evitar uma série de fatores estéticos, como o surgimento de celulite o aumento da porcentagem de gordura.

Estudos comprovam cientificamente que existem atividades que causam uma maior perda de calorias do que outras, porém na hora de escolher um exercício é preciso levar em conta tempo e gosto. Alguém que tem aversão à musculação não deve pratica-la só porque consome mais gordura, a não ser que seja estritamente necessário.

A escolha por uma atividade física deve levar em conta certos prazeres, afinal quanto melhor a pessoa estiver habituada e relaxada com a feitura de um esporte, maiores serão as chances de chegar ao resultado desejado. Se você não curte muito fazer corrida, é possível que a desistência possa vir de forma muito mais rápida.

O psicológico também é um fator importante

Quando se falou em atividades físicas e em alimentação, foi comentado diversas vezes que é preciso trabalhar em conjunto com a mente. Nada deve ser feito de forma a contrariar o que o cérebro comanda, como desejos e vícios de longa data. O psicológico torna-se aí um fator que é essencial para ser modificado ao longo da dieta.

É possível olhar para essa área como sendo a mais delicada do “triangulo mágico”, pois ela é a mais difícil de ser compreendida e são poucas as pessoas que a elevam a um patamar realmente importante. Mas é justamente ela uma das mais ligadas ao descontrole e as tentações.

Muitas das vezes o sobrepeso é causado por efeitos psicológicos como a baixa autoestima, está que precisa ser trabalhada junto de atividades físicas e uma boa alimentação. Isso reduz as chances do efeito sanfona e também as desistências ao longo de uma dieta que parece não ter fim.

Perder 8 kg não é um processo fácil, queimar gordura acima disso é ainda mais complicado. Por isso o apoio ao psicológico é essencial, sem ele o corpo não suporta todas as pressões externas e internas e acaba sucumbindo ao desejo e a comida, essa que produz estímulos cerebrais imediatos, mas que sempre irá cobrar no final.

É comprovado por diversos cientistas, ainda mais os que estudam reações cognitivas, que a falta de cuidados com o cérebro pode facilitar muito a ação de elementos que possam causar vícios, estes que sempre trarão problemas físicos para o seu organismo.

A escolha do exercício ideal

Antes de iniciar qualquer atividade física, antes é preciso escolher o que irá fazer durante um longo período de tempo. Antigamente era comum as pessoas optarem por pagar a mensalidade de uma academia, onde estavam liberadas para fazer uma série de atividades de musculação e aeróbicas. Porém, as atividades engessadas e que muitas vezes desagradavam a maioria das pessoas acabava fazendo com que muitas desistissem em pouco tempo.

Felizmente, atualmente o cenário é totalmente diferente. Hoje, as academias oferecem um maior número de atividades e algumas outras são especializadas em certas formas de treinamento. A musculação deixou de ser a única opção e agora outras práticas como o Treinamento Hiit e a Funcional também podem ser feitas com professores qualificados para esse tipo de treino.

Além das atividades mais específicas para a perda de peso, outras também podem ser realizadas como os esportes mais tradicionais (natação, futebol, ciclismo, etc.). Apesar de causarem uma menor perda de calorias, eles tendem a ser mais prazerosos, pois costumam envolver paixões diferentes e também botam na conta as competições que podem ser realizadas, sendo que tudo isso serve de motivação.

Aeróbicos de alto, médio ou baixo desempenho?

Se você decide sobre a feitura de atividades aeróbicas exclusivamente para garantir uma perda de peso eficiente, é preciso escolher também a sua intensidade. É possível tanto fazer o ciclismo, que apresenta uma perda de calorias relativamente alta ou o Yoga, que apesar de não ter esse foco, também causa uma perda de peso.

Você pode adequar as atividades de acordo com as suas necessidades. Quem precisa perder muito peso em um curto período de tempo deve prezar por atividades aeróbicas de alto desempenho, mesmo que seja apenas por alguns meses. O Pilates, por exemplo, pode ser uma opção complementar que servirá como um método de relaxamento e também para a recuperação de músculos, ajudando a evitar lesões.

Cada atividade aeróbica tem a sua função e necessita de determinado tempo para ser praticada. Se você precisa dispõe de pouco tempo para essas atividades, preze então por um Treinamento Hiit que é de alto desempenho, mas que pode ser feito em um espaço entre 15 a 30 minutos.

Tudo é questão de se adequar as necessidades, afinal o objetivo é emagrecer  de forma saudável e de preferência com um corpo esbelto e definido. Quando melhor for a atividade para você, mais prazerosos serão os resultados obtidos.

O que a musculação pode fazer por você?

A musculação é uma atividade muito comum nas academias e teve um grande “Boom” de 2016 para cá, apesar o crescimento da Funcional e outras formas de treinamento. O que muitas podem se perguntar é: a musculação pode me emagrecer de forma rápida?

Muitos estudos podem dizer que a musculação é mais eficiente do que as caminhadas na perda de peso, por exemplo, mas tudo depende dos objetivos da pessoa que estão fazendo esse treinamento. A maioria das academias, quando você se inscreve nelas, pergunta qual o seu foco na musculação, se crescer ou definir. Em ambos os casos a perda de gordura será necessária, mas em um deles o crescimento muscular é muito mais objetivado do que a simples definição do corpo.

Para você que diz sempre “preciso emagrecer urgente”, a musculação é um caminho para se conseguir massa magra, ou seja, músculos. Esses músculos, diferente das placas de gordura, incentivam o metabolismo e isso faz com que mais calorias sejam consumidas. Porém, a musculação deve ser contínua para que esses músculos continuem em seus devidos lugares, assim se produz o metabolismo acelerado.

Respondendo à pergunta do tópico: o que a musculação pode fazer por você? Para quem não tem o objetivo de ser um fisiculturista semiprofissional, esta atividade trata de fortalecer os músculos para outras atividades e ainda dará maior poder de definição, algo que não se consegue em grandes níveis com o Yoga ou o Pilates, as vezes nem com a Funcional, por isso é importante fazer nem que seja 2 dias de musculação por semana para acelerar o metabolismo.

O que envolve a escolha da alimentação?

Muitos professores de educação física poderão dizer que a dieta deve ser bem restrita quanto ao consumo de chocolates, carnes e frituras. De fato, esses alimentos devem ser evitados no cotidiano, pois em alta quantidade eles podem causar um estrago em qualquer “projeto verão”, porém não há necessidade de serem excluídos totalmente de um cardápio saudável.

Para quem está de olho na saúde, é importante ficar de olho em níveis como o glicêmico ou de triglicerídeos, pois estes quando em alta podem causar doenças graves como a diabetes ou hipertensão. É por isso que este artigo sempre diz que a maior atenção deve ser com a saúde do corpo, não com a estética.

Doenças como a diabetes não possuem cura, somente são tratadas a longo prazo com o uso de remédios e de uma alimentação adequada. Não vale mais a pena entrar em uma dieta balanceada antes que ela seja mesmo necessária?

A escolha de uma alimentação envolve diversos fatores que vão desde aspectos do organismo do indivíduo até alimentos que causam um bem geral para a saúde dos que os consomem.

As alimentações, assim como os exercícios, também dependem de fatores que envolvem prazer e objetivos. Quem precisa perder menos peso em um longo período de tempo terá um cardápio bem diferente e menos amarrado do que alguém que precisa perder até 53 kg em um período mais curto.

A escolha de ingredientes para o cardápio passa por gostos, afinal tem gente que não come melancia ou abacaxi de forma alguma e outras que experimentaram esses alimentos antes. O mais importante é combater o impulso de negar qualquer novidade que possa vir, o que é bem comum por que está acostumado a se alimentar apenas com o que há de mais gostoso na geladeira.

Os esportes praticados também podem influenciar na alimentação de uma pessoa que busca emagrecer, como por exemplo o gengibre pode se encaixar muito bem no cardápio de alguém que busca na corrida a sua forma de gastos enérgicos. Já quem pratica musculação, a alimentação poderá ser bem diferente e envolver alimentos que deem mais força física e incentivem a massa muscular.

Há quem diga ainda que todos sabem o que é preciso para se ter uma alimentação, pois esse é um conceito que já foi muito debatido e que de certa forma está batido. Esses dizem que o mais importante é tomar certa vergonha na cara e finalmente aderir a um cardápio mais saudável.

O acréscimo de informações nesse caso viria através de novos conhecimentos sobre alimentos que ajudam emagrecer, como os que oferecem atividades desintoxicantes para o corpo e acabam com a retenção de líquidos. Em todo caso deve-se evitar a noite beba.

Dessa escolha, é importante formula um guia saúde, onde a alimentação deverá atender a todas as necessidades nutricionais e ainda assim evitar o excesso de calorias de má qualidade.

Cuidados com dietas radicais

dietas-radicais

Imagine um tipo de dieta na qual os únicos alimentos permitidos para comer nas refeições são atum e granolas, isso porque o seu inventor supostamente disse que o ômega desses alimentos faz queimar 5 kg a 6 kg em dois dias. Essa dieta seria minimamente impensável, pois os riscos serão altíssimos.

O que acontece é que muitas dietas (malucas) realmente buscam o “emagrecimento” dessa forma, com a falta total da alimentação. Os quilos perdidos seriam apenas uma consequência da fome, nada mais, algo que é extremamente perigoso para a saúde de qualquer pessoa, por mais que ela tenha muitas reservas de energia.

Se existe algum momento no processo de emagrecimento que você deve fugir das dietas é quando se depara com um desses experimentos doentios e restritivos além da conta. É por isso que nesses casos é preciso certos acompanhamentos profissionais, pois esse saberá muito bem como lhe dar com esse tipo de informação falsa e perigosa.

Procedimentos que se dizem como algo infalível geralmente tem alguma questão mal resolvida, como preços abusivos para aquisição de determinado produto ou na restrição total da alimentação. A dieta do ovo, por exemplo, apresenta seus riscos, pois grande parte dos nutrientes fica em falta devido ao corte de diversos outros ingredientes do cardápio. É por isso que é preciso ter sempre em mente uma dieta sem riscos, naquela que você pode confiar plenamente.

Outras dietas como a alcalina, do tipo sanguíneo ou a cetogênica podem até ter o seu valor, mas é preciso estar atento as indicações feitas pelos nutricionistas e também sobre o tempo nas quais elas serão feitas. É preciso avaliar esses quesitos, pois assim como a dieta das proteínas, deve haver um período no qual o organismo deve absorver novamente os nutrientes para funcionar de forma adequada.

A chave está no equilíbrio

A palavra “equilíbrio” já foi citada algumas vezes nesse artigo, sendo que está realmente é a chave para o sucesso. Durante as primeiras fases para a perda de peso, os gastos devem ser maiores que os consumo, mas para manter o peso ideal é preciso manter o equilíbrio entre esses dois lados da balança.

O que você come deve oferecer os mesmos gastos do que você gasta, sem exceção. Qualquer superação será vista na balança posteriormente, quando os excessos cobraram por terem sido feitos.

Apesar de parecer simples, essa não é uma equação apenas de soma e subtração. Os estudos sobre a nutrição avançaram nos últimos anos e vem tomando as mídias a cada ano que passa, apesar de que em pleno 2017, quase 2018, muito ainda está escondido pela indústria alimentícia.

Hoje, alguns profissionais como o Dr. Rocha, já indicam que há uma diferença entre as calorias. Por exemplo, 100 calorias de carne vermelha não é o equivalente a 100 calorias de alface, e vice-versa. A qualidade dessas calorias é  que vai definir se há um emagrecimento ou manutenção do peso e não sua quantidade.

O equilíbrio é muito mais do que uma conta, mas sim o autoconhecimento e aquisição de sabedoria sobre o que você está ingerindo. O controle é necessário nessas horas, assim como a perseverança e a esperança por dias melhores.

Inspire-se, mas não ultrapasse a linha da insanidade para tentar perder peso

Uma coisa que precisa ser abordada nesse artigo é o fato de muitas pessoas se inspirarem em celebridades que emagreceram de forma rápida, principalmente atores e atrizes que mudaram drasticamente seus corpos em pouco tempo para fazer determinados papéis.

Inspira-se em cases de sucesso é muito bom, mas é preciso ter cuidado. Apesar de ser gratificante ver que um método deu certo com outra pessoa, este sentimento servindo de motivação, um aviso deve ficar sobre aquelas celebridades que conseguiram emagreceram com uma alimentação feita 100% de linhaça e chia, por exemplo.

emagrecer-antes-e-depois

Restringir a alimentação a nível astronômicos pode ser completamente prejudicial à saúde. Uma história de um artista que emagreceu muito em pouco tempo pode ser emocionante, como a de Leandro Hassum, mas outras podem ser mais trágicas e assustadoras como a de Romário, esta que nos leva a uma outra questão complexa: as cirurgias.

Os procedimentos cirúrgicos fazem parte da vida das estrelas da TV, pois com o fluxo de dinheiro maior é mais fácil ter uma consulta que levem os pacientes a “entrar na faca”. O que acontece é que esse método de emagrecimento não é um dos mais interessantes, ainda mais para quem precisa perder pouco peso.

O caso do Romário ficou muito famoso nos últimos tempos, justamente pelo ex-jogador e agora senador ter se submetido a uma operação de grande risco. Olhando em fotos antes do procedimento era possível ver um certo sobrepeso, mas nada que indicasse uma cirurgia emergencial, como parece ter sido a do artilheiro da amarelinha.

Após a cirurgia, pode-se notar um envelhecimento gigantesco em Romário, sendo possível ver uma pele mais ressecada e uma aparência muito apática. É por isso que as celebridades podem servir de inspiração, mas não são todos os casos que merecem a atenção do público geral.

Cuide da saúde mental para aprender a emagrecer

Aqui, entramos em um caminho no qual sua compressão é mais complexa. A saúde mental do ser humano ainda é um conceito muito obscuro, pois apesar das grandes descobertas dos últimos anos, pouco se sabe sobre o real funcionamento do cérebro, ainda mais quando a questão são os problemas de depressão, esta que causa uma tristeza que vai muito além das emoções, transfere-se para o físico.

Diversos médicos cientistas já levaram a crer que a obesidade pode sim ter ligações com problemas psicológicos, ainda mais nas gerações mais novas onde a questão tornou-se ainda mais delicada devido ao crescimento absurdo que o mundo tem visto em relação a doenças como a própria depressão que logo tem que ser medicados com medicamentos como a quetiapina.

Há quem diga que toda pessoa deve passar nas mãos de alguns psicólogos em ao menos alguns momentos da vida, apenas para avaliar algumas questões mentais. Essas indicações tornam-se ainda mais incisivas quando a fase é difícil, tanto na forma pessoal quanto profissional e financeira.

O estresse, ansiedade , o estar triste em grande parte do tempo e o desanimo em altos níveis podem ser sintomas da depressão, ou de momentos complicados que podem evoluir para algum descontrole mental. Esses por sua vez fazem com que o corpo se movimente muito menos que o normal, fazem com que a alimentação seja muito pior e com que sedentarismo atinja seu ápice.

Outro sintoma da depressão é a falta de movimentação. Alguns estudos já comprovam que pessoas com essa doença se locomovem muito menos do que pessoas mentalmente saudáveis, algo que pode ter como um efeito colateral o ganho de peso e o aumento de dores corporais.

Sim, os cuidados sobre o psicológico devem ser feitos e não só para o processo de emagrecimento, mas para toda a vida.

Busque ajuda familiar e profissional

Outro ponto que deve ser avaliado na questão psicológica é o suporte que a pessoa terá no processo de emagrecimento. Tanto a ajuda familiar quanto a profissional são necessárias, isso porque ninguém consegue fazer nada sozinho durante muito tempo, ainda mais quando as pessoas ao redor praticam algo totalmente reverso.

As mulheres devem convencer seus maridos a ter um hábito saudável junto delas, assim como eles devem convencer suas esposas para terem uma vida mais saudável. Transformar o projeto “Vida Verão” ou “Vida Saudável” para toda a família é essencial, pois com o apoio dos que estão ao seu redor tudo será mais fácil.

A ajuda profissional não serve somente para obter informações como no caso dos nutricionais ou professores de educação física, muitas vezes eles também podem auxiliar na questão da motivação e isso por diversos fatores. Um professor pode estar sempre pegando no seu pé para que você se esforce mais, algo que as vezes pode ser necessário para manter sempre o sangue fervendo nas veias.

Fazendo as escolhas erradas

Neste tópico iremos trabalhar um pouco sobre as escolhas erradas, estas que são feitas muito mais vezes do que o normal. Grande parcela da população que e perguntam como perder barriga ou algo do gênero já fizeram escolhas que podem ser consideradas catastróficas.

Dessa porcentagem, outra grande parte pode dizer que obteve os resultados desejados, mas desses é possível dizer que a grande maioria voltou ao peso original ou engordou mais do que o normal. Essa população “gorda” ainda está na busca por obter resultados realmente duradouros, mas muitos ainda continua fazendo as escolhas erradas.

Obter por dietas milagrosas ou fazer dietas de forma errada estão entre as principais. Sonhar com processos cirúrgicos também estão entre esses erros, afinal o emagrecimento saudável tende de ser aquele sem cirurgia.

O regime não cai do céu, deve ser conquistado e feito com muito vigor, do contrário não dará certo. Dieta Dukan, Dieta Detox, Dieta USP, Dieta Sopa, todas essas podem servir dependendo do caso, cada uma com sua especificidade e risco, tudo isso deve ser avaliado antes de uma escolha concreta.

A qualidade de vida deve ser a prioridade, acima de qualquer desejo ou restrição. Portanto, antes de fazer a escolha errada mais uma vez, procure por resultados que são realmente comprovados, que tenham sido estudados e que sejam realmente eficientes.

Outra escolha errada é consumidor em excesso as bebidas alcoólicas. Além de elas reterem mis líquidos, muitas delas são extremamente calóricas, como é o caso da cerveja. Alguns tipos de cerveja são tão encorpados que pode servir como uma refeição completa. Reduza a quantidade de álcool e a dieta poderá andar para frete.

Muitas dietas apenas desincham as pessoas e causam uma diminuição no abdômen, causando uma falsa impressão de emagrecimento, mas o que aconteceu foi apenas a perda de líquidos.

O risco dos remédios milagrosos

Outro fator de risco para a vida de quem quer perder peso são os remédios conhecidos como “milagrosos”. Produtos industrializados e feitos sobre medida para derreter gordura em apenas 1 semana, sendo que com o uso contínuo os gastos são ainda maiores.

Os remédios, mais especificamente, oferecem um grande risco, pois a maioria mexe com sistemas do organismo que são extremamente sensíveis. Alguns deles podem causar danos na área intestinal ou nos rins, entre outros órgãos do corpo. Em alguns casos a pessoa engorda pouco tempo depois de cessar o consumo.

Alguns remédios parecem quase um purê de informações e benefícios, já que há tanta informação amassada e socada dentro de alguns comprimidos. Muitos deles nem são efetivos, o que gera certa raiva por parte dos consumidores.

A sibutramina, por exemplo, é um dos medicamentos mais conhecidos nessa área do emagrecimento. Isso porque ele é feito justamente para a perda de peso, mas muitos já sofreram com seus efeitos colaterais. Dores no corpo, secura nos lábios e tontura são os uns dos muitos sintomas com a tomada do produto ao longo prazo. Esses remédios prejudicam a saúde e geralmente não são soluções duradouras, tornam-se apenas medicamento de momento.

Diferente dos remédios, algo que vem tomando forma no mercado são os suplementos para emagrecer. Esse tipo de produto, geralmente com fabricação baseada em ingredientes naturais, tende a ser muito efetivos no que diz respeito ao auxílio das atividades físicas.

Os suplementos podem ter produção baseada em diversos alimentos como a lichia, goji berry, cranberry, mate, amora, granola, canela e em vitaminas (A, C, B, D, etc.) e minerais (Zinco, Ferro, etc.) encontrados em cereais, pimenta, grão, sementes, frutas, leguminosas, etc. O mercado possui muitas composições, algo que expande ainda mais a atuação dos suplementos, sendo que uma empresa as vezes cria um ou mais produtos para fazer ações diferentes como desintoxicar ou promover um aumento corporal (termogênicos).

Outra vantagem dos suplementos é que eles não precisam de receita medica, ou seja, podem ser consumidos de forma mais extensa, até que os objetivos sejam alcançados. Diferente também dos remédios, a suplementação deve ser acompanhada de exercícios físicos, coisa que os medicamentos restringem devido aos perigos dos efeitos colaterais.

No geral os suplementos bem em pílulas ou cápsulas, estas que fazem com que a pessoa emagreça de forma mais rápida, mas que sozinhas não são tão efetivas assim. Como dizem os fabricantes “ninguém emagrece estando sentado no sofá e comendo bolachas”. Esses produtos são feitos para dar um adeus definitivo

Além da sensação de leve, os suplementos podem ser feitos para focar no acumulo de gordura e ainda podem melhorar o físico da pessoa. O mercado ainda apresenta suplementos que auxiliam no crescimento de músculos.

Um suplemento para emagrecer que dá muito resultado é o Super Slim X ou SSX e pode encontrá-lo aqui.

O excesso no exagero

O aspecto corporal está melhorando drasticamente com a dieta e você resolve intensificar ela, restringir mais e tornar as atividades ainda mais intensas. Esse é um erro que pode causar problemas graves. Exagerar é como sair do quadrado que mantém o limite entre o seguro e o perigoso, pois ele leva a locais onde o corpo pode não suportar a pressão.

O subtítulo desse tópico já está em excesso justamente para mostrar o quanto sobrecarregar algo faz com que ele dê errado. Tudo que foi mostrado até aqui deve ter seus limites, desde os cortes alimentares até o uso de suplementos. Muitos fabricantes indicam em seu rótulo que para aumentar a suplementação é preciso consultar um médico antes disso.

Os horários de exercícios devem ser dosados, pois o corpo também precisa de descanso. Fazer musculação demais ou correr além do seu limite pode levar à desgastes impensáveis, o que pode ocasionar em uma lesão ou problemas que podem atingir todo o sistema da pessoa.

Acompanhar os programas elaborados, tanto de alimentação quanto de exercícios, é sempre um desafio. É preciso segui-lo à risca, afinal o objetivo é conseguir os melhores resultados com saúde.

No que o Facebook pode ajudar para emagrecer?

Você sabia que o Facebook também pode te ajudar a perder peso? Essa parece uma pergunta um tanto quanto idiota, mas ela é importantíssima e pode realmente resolver muitos problemas. Como já foi dito acima, o suporte da família é essencial e o dos amigos também pode ser aprovado. O mesmo vale de inspirações de casos que deram certo.

Por ser uma rede social, conectada com pessoas de variados locais do mundo, o uso do Facebook pode ajudar você a ter maior gana para querer chegar aos seus objetivos. Hoje em dia, diversos produtos que oferecem conhecimento sobre dietas, disponibilizam no pacote de livros e vídeo aulas a participação em grupos fechados na rede social.

Essa comunicação com outras pessoas que tem o mesmo objetivo pode ajudar bastante, pois a troca de informações é grande e juntos as pessoas podem se incentivar a continuar mesmo após todas as dificuldades.

Obviamente, você precisa utilizar a rede social com sabedoria. O Facebook é conhecido como um ambiente onde o sedentarismo reina e a procrastinação é a sua rainha, portanto não se deve focar tanto nele, apenas buscar absorver o que há de melhor.

A tecnologia está do seu lado

Não é só o Facebook que está ao seu lado, mas toda a tecnologia. Com canais de informações como blogs e o YouTube, é possível absorver muito mais informações de cases de sucesso no emagrecimento e também das atividades físicas.

São incontáveis os canais do YouTube que dão dicas de saúde e atividades físicas que podem ser feitas em casa, muitos deles trazendo informações precisas e interessantes sobre a pratica desses exercícios. Apenas buscando pela pergunta “Como faço para emagrecer” é possível encontrar uma infinidade de informações a respeito.

Outra coisa que as novas tecnologias devem auxiliar os que buscam um emagrecedor é o surgimento de diversos aparelhos e aplicativos de monitoramento. Os Smart Watchs, por exemplo, são grandes aliados dos que praticam exercícios, sendo que para eles já foram feitas diversas aplicações que ajudam no emagrecimento.

Apesar de toda essa ajuda, é preciso estar atento sobre a autenticidade das informações. Isso porque um artigo em um blog emagrecimento pode não apresentar todas os dados necessários, além de conter informações erradas.

O fluxo de produção para a internet é grande e tende a ser instantâneo, então grande parte das informações não são averiguadas como deveriam e muitos artigos acabam apresentando erros, estes que mesmo pequenos podem mudar toda a história de um regime.

É por isso que a ajuda de um profissional qualificado é sempre o melhor caminho para bater essas informações. Quem está emagrecendo de forma saudável sabe que muito do que se encontra na internet pode ser bom, mas também há muito a melhorar.

Evitar perguntas muito óbvias como “como perder peso rápido” pode salvar você de uma furada estratosférica. Emagrecer rápido é algo que basicamente não é possível, ainda mais quando se tem muito peso a perder. Dieta e saúde devem se mesclar em um único conceito, trabalhar juntas para focar em um objetivo.

A melhor busca que se pode fazer através dos meios digitais é “Como emagrecer com saúde”, pois aí sim você saberá quais são os meios mais efetivos de estilo de vida.

Exercícios e cuidados durante a gravidez 

perder-peso-apos-gravidez

O desejo de estar “Slim” transpassa qualquer período da vida, sendo que na gravides esse é um sonho que parece se intensificar ainda mais. Com o corpo mudando de formas nunca vistas antes, fazer dieta e emagrecer são um desejo, mas poucas mulheres sabem o que podem ou não fazer nesse período. Como perder barriga é quase impossível nesse período, muitas futuras mães acabam se descuidando.

É preciso ressaltar que mulheres grávidas também devem manter uma alimentação saudável e podem sim fazer exercícios, estes sendo leves. Ao consultar um médico, muitos poderão indicar a feitura do Yoga ou do Pilates para que os músculos e a postura das gestantes estejam em dia.

O parto é um processo que exige muito das mulheres e por isso deve haver uma preparação adequada para esse momento tão especial. O corpo deve estar em boas condições, além de bem nutrido.

Consumir alimentos ricos em vitaminas e minerais é ótimo não só para as mãos, mas também para os bebês. Beber água e suco também é essencial, pois eles hidratam e dependendo da fórmula ainda podem trazer nutrientes importantes para a formação do feto.

Exercícios e cuidados para pessoas com doenças graves

Pessoas com doenças graves, principalmente aquelas ligadas à má alimentação como a hipertensão, também podem e muitas vezes devem passar pelo processo de emagrecimento. É preciso que ela consuma alimentos saudáveis como grãos de arroz, coco, mel, cereais, cenoura, tomate, etc.

Uma pessoa que tome muito líquido estará em vantagem na hidratação, mas é válido lembrar que refrigerantes e sucos recheados de açúcar não estão nessa conta. Os refrigerantes, principalmente, podem causar problemas em diversos órgãos como nos rins ou no intestino. Ao contrario deles pode beber sucos para emagrecer.

A detox dieta, por exemplo, em muitos casos pode ser benéfica  para perder peso, pois geralmente o corpo retém ácido e toxinas que podem causar danos no organismo e fazer com que seu desempenho seja menor na queima de gordura. Esse tipo de dieta geralmente apresenta materiais como chá verde, gengibre, canela e outros elementos que promove uma limpeza no corpo.

As dicas para emagrecer que damos aqui é que a pessoa que esteja nesse quadro, portando alguma doença grave, busque emagrecer de vez e com uma ajuda médica. Assim como as grávidas, é preciso dar cada passo com segurança, pois a saúde está em risco e qualquer erro pode ser extremamente danoso.

Outra dica é que a pessoa continue se alimentando bem, para o organismo continue funcionando de forma plena e saudável.

Dica: nunca desista para perder peso com saúde

Seja a dieta do carboidrato, da proteína, a que corta massas, a baseada em sucos detox ou qualquer outra que tenha sido escolhida, tenha perseverança e convicção de que ela dará certo. Depois de ter passado por todos os processos de estudo sobre o regime que será utilizado, é preciso acreditar nele, assim como em você mesmo.

Se você não gosta de aveia ou linhaça e a dieta pede que tome uma colher no café da manhã, tente fazer um esforço ao menos durante um tempo. De fato, é preciso escolher uma dieta que atenha aos seus gostos, mas a grande maioria delas terá algum item no qual você não é tão fã, mas este poderá ser a peça chave para o emagrecimento e a perda daquele quilo indesejado.

O gengibre, por exemplo, é um ingrediente que muitos têm aversão, mas suas propriedades são as mais variadas. Além de ser termogênico, o gengibre contém habilidades de analgésicas que auxiliam na recuperação de atividades físicas. Atualmente essa raiz é uma das mais requisitadas do mercado fitness, sendo necessário para obter grandes resultados.

Os quilos localizados nunca mais incomodaram se você nunca desistir da boa alimentação e das atividades físicas regulares. Uma festa nunca mais dará aquele arrependimento do dia seguinte, pois você sabe que seus gastos são tão altos quanto o seu consumo, graças ao seu esforço. Ter um corpo magro não será mais um sonho, mas uma realidade. As roupas nunca mais ficarão apertadas, apenas mais largas a cada dia. A gordura acumulada dará enfim o seu adeus.

O processo deve ser contínuo

A reeducação alimentar deve ser aprendida durante todo o processo de emagrecimento, pois é ela quem irá fortalecer a base do emagrecimento duradouro.

Com essa manutenção dos bons hábitos, diversas doenças podem ser evitadas como a hipertensão, a diabetes, a candidíase, AVC e outros problemas graves que podem afetar os sistemas do corpo e também a sua parte estética.

Os benefícios só vêm quando o objetivo está sobre foco, quando a pessoa não busca por atalhos “vantajoso”, quando há como grande meta a saúde. Fazendo desse processo contínuo, você estará ajudando o Brasil a ter uma cultura cada vez mais fitness, algo essencial para afastar as doenças graves que tem afetado o mundo desenvolvido.