Search Masters Brasil Ruim pra Cacete!!

programação-search-masters-brasil

Bom, pelo menos consegui que você entrasse ao artigo 🙂

Tudo bem meus colegas sanafabitch!! Estou turbinado depois do Search Masters Brasil! O que eu mais gosto de ir para eventos é o fato de contatar as pessoas, conversar com elas e saber que trás um perfil de Facebook tem uma pessoa, com sonhos, valores, pessoas com muita fome (de sucesso e de comida também!) e pessoas que não tomam banho! Se você leu, você está rindo agora hehehe

Evidentemente no evento não foi falado nada de Black Hat, e está certo. Tinha gente de Google lá! Mas, querendo ou não os caras sabem que a gente existe, que a gente faz e que a gente fala. Assim como eles, nos também somos parte do mercado. Google tem algoritmos que o Black Hat vai tentar burlar, Google vai aprimorar e Black Hat também. Somos dependentes um o outro até certo ponto. Nos de Google e Google de nos, porque sem nos eles não poderiam melhorar o algoritmo tão rapidamente porque demorariam em saber seus próprios buracos.

É como quando você tem um problema e não reconhece que tem um problema, até você ir ao psicologo, por exemplo.

Resumindo, nos, blackhateiros, somos o psicologo de Google e pensando bem, eles deveriam nos pagar por isso 🙂

Agora vamos ao que realmente importa. Eu não vou fazer um resumo de cada palestra, até porque não assisti todas por completo (Sorry Googleman!).

Alguns pontos que resgato do evento:

  1. SEO não significa somente posicionar e disso já falamos muito. Eu já falei que Black Hat não se resume a posicionar.
  2. Cada vez é mais importante a experiencia do usuário e nisso entram dois pontos (usabilidade e conteúdo). Entenda esse ponto porque esse ponto me fez rever muitos conceitos. Tem muita gente que se preocupa somente em posicionar mas, de que adianta ficar posicionado se seu conteúdo não vende? Se seu conteúdo não converte? Se você quer levar SEO a sério precisa aprender esses pontos também. Não é o foco desse blog mas era necessário tocar esse ponto.
  3. Mobile!!! Mobile!! Mobile!! Já é uma realidade. O que pode fazer com Mobile e Black Hat? Monetizar apps, Criar aplicativos dos blogs que já tem, existem várias empresas para monetizar mobile. CPA é excelente para mobile. Black Hat para mobile também existe gente 🙂 e já tem gente que ganhamos ganham com isso.

Então, como pode ver, Black hat não se resume somente a posicionamento, SEO não se resume somente a criar backlinks igual doido. Nem pensar em que porque você mal mal mexeu com uma ou dois ferramentas já pode se considerar usuário avançado nela. Sobre todo agora onde as ferramentas são muito complexas.

É por isso que gosto muito de automatizar quase todo, porque isso me permite aprofundar em outras coisas. Por isso invisto dinheiro em ferramentas, em testes, em scripts, em bots, isso significa economia de tempo e isso se traduz em maior conhecimento e isso gera fucking and gostoso money!!! 🙂

money

Mas, em quanto voltava para Belo Horizonte pensei muito em um conceito totalmente pessoal. Criei os 3 tipos de SEO.

Tipos de SEO? WTF Darkent?

Não é que existem tipos de SEO, na verdade eu cheguei a essa conclusão para poder explicar melhor as minhas ideias.

Os 3 tipos de SEO são:

  1. SEO para você
  2. SEO para pequenas empresas
  3. SEO para medias e grandes empresas

SEO para você

É aquele SEO que eu faço, só pra mim, para meus {money|mini|micro} blogs. Aquele “SEO avançado onde posso brincar com os robôs” (By Mito).

Aquele SEO onde posso fazer Black hat até estressar realmente o algoritmo. Em meu site de afiliados, com AdSense, ou com qualquer forma de monetização. Aquele site onde só sou eu e mais ninguém.

Nesse caso, eu sim falo para fazer black hat. Ai sim compensa o risco, porque você pode ganhar muito dinheiro com Black Hat se não se importa com ser punido ou perder uma conta e depois refazer o processo novamente.

SEO para pequenas empresas

Aqui o mérito é todo de meu amigo Rafael de Souza que deu, na minha opinião, a melhor palestra do evento. O cara simplesmente me deu o insight que eu precisava para começar a fazer o que já tinha pensado fazer há alguns meses.

Rankear para negócios locais é, muitas vezes, mais simples que rankear seu blog para vender um produto como afiliado.

Existem nichos que são fáceis de posicionar e não são lucrativos, por exemplo, um domínio exato para cachorrocomoverdose.com ou ferramentadownload.com

Você até que vai posicionar muito rápido e fácil, mas qual é a probabilidade de que um cachorro tenha overdose? (Só se for o cachorro de Bob Marley) como poderia monetizar isso? Como poderia monetizar um blog ferramentadownload.com sendo que quem procura por isso não quer pagar pela ferramenta (obvio Dummie!), ta pensando vender como afiliado da ferramenta? Ou pensa monetizar com AdSense um nicho de 60 pesquisas mensais?

Já no caso dos nichos locais, você pode encontrar também 60 pesquisas mensais, mas são pessoas procurando por produtos ou serviços no bairro ou cidade. Potenciais clientes, isso significa chamadas, orçamentos, contatos. Pequenas empresas estariam dispostas a pagar por estar na primeira página de Google.

Pode fazer Black Hat para pequenas empresas? Eu teria dois respostas para essa pergunta:

  • Sim, se é seu site e vai alugar o espaço. Mas, pensando que se acontecer algo você perde sua fonte de renda e seu domínio exato. Então, tem que saber REALMENTE o que fazer e, convenhamos, hoje são poucos os que realmente sabem o que e como fazer.
  • Não se o domínio é do pequeno negócio. Você está trabalhando acima da marca. O recomendável é nunca fazer black hat nesse caso.

SEO para medias e grandes empresas

O sonho de muitas agências de SEO é atender grandes empresas, ter um grande portfólio de clientes renomeados. Está errado? Não, mas não é o único caminho.

Nesse ponto é importante você vender SEO dentro de um pacote de presencia digital. Aqui sim é necessário que você trabalhe em conteúdo, em conversão, em usabilidade, em analise. É necessário que você possa interagir com várias áreas da empresa para que seu posicionamento gere resultados. Finalmente uma grande empresa precisa de resultados e de reforçar branding.

No caso dos pequenos negócios as vezes um site limpo e um bom formulário de contato é suficiente para gerar resultados.

Imagina o cara que tem um restaurante em seu bairro. Você acha que ele que escrever sobre como a salada dele pode fazer você uma dieta balanceada? Você acha que ele quer te converter pelo conteúdo para que você possa comer todo dia em seu restaurante?

Ele quer vender, el quer receber ligações para delivery, ele quer receber pedidos de almoços, etc. Esse cara precisa estar em primeiro lugar para “Restaurante em bairro x”, “pizza em X”, Etc.

Ele precisa expor nome e telefone. Pronto!

Já uma grande marca precisa exposição, precisa de branding e precisa de fidelizar clientes. Conteúdo é excelente para isso. E nisso a palestra de, agora também meu amigo, Rafael Rez, foi foda! Essa é a outra palestra que chamou a minha atenção no Evento.

Resumindo, fazer SEO não se limita a plugin Yoast. Fazer Black Hat não se limita a criar backlinks com Scrapebox (algo totalmente amador e errado, se for direto para seu MS) ou ganhar pontos com Addmefast.

SEO e Black Hat está em constante mudança, é necessário estar atualizado. É necessário investir. É necessário reconhecer o que a gente não sabe e procurar as pessoas certas para aprender. Pessoas que já trilharam o caminho, aqui no seu mercado.

Eu insisto numa ideia, para mim um bom SEO é aquele que posiciona, não um site fraco como cachorrocomoverdose.com ou ferramentadownload.com e sim um site rentável, com um mínimo de concorrência e de pesquisas.

Um bom Black Hat é aquele que sabe se virar com atualizações, que é capaz de gerar dinheiro com seu posicionamento e com os buracos que diferentes plataformas apresentam. É aquele que pensa fora da caixa e tem sempre valor atualizado para entregar.

Por ultimo, e leia isso 2 vezes se for necessário:

Esse negócio de 3 tipos de SEO é algo que acabei de pensar, é a forma que encontrei de expressar o que penso sobre SEO e Black Hat em diversos níveos de atuação. Não é uma regra, não é um conceito, de fato não existem 3 tipos de SEO. SEO é SEO e pronto. 

Meu resumo sobre o Search Masters Brasil é: FOI FODA!!!!!

8 Comments

  1. Luiz Carlos novembro 15, 2015
    • cledenilson novembro 16, 2015
  2. Giulio Costa novembro 16, 2015
  3. leonardo novembro 16, 2015
  4. Fabiano novembro 16, 2015
  5. cledenilson novembro 16, 2015
  6. Jonas melo novembro 17, 2015
  7. Adriano Web dezembro 22, 2015

Leave a Reply